Quando moleque era fã de primeira hora das histórias da Turma da Mônica. Fui assinante e leitor dos mais vorazes.  As revistinhas tiveram sim parcela fundamental na formação do meu caráter. Uma sorte que não desejo aos infantes de hoje. Soube recentemente que os estúdios lançaram versões teen (odeio esta classificação) da Luluzinha e da própria Turma da Mônica. E o teor das histórinhas não poderia ser pior, “problemas” existenciais pré-adolescentes.

Nestas deformidades contemporâneas cometeram canalhices como retratar o Bolinha magro, um Cebolinha que não fala errado, e, pasmem, um Cascão que toma banho. Tudo em nome do politicamente correto, suponho. Um nojo.

Passado o momento de desabafo e desaprovação, vamos a salvação da lavoura. Na carona das homenagens a Michael Jackson, o cartunista Maurício de Souza, pai da Mônica, postou recentemente no seu twitter o roteiro original de uma história em homenagem ao Mr. Jackson. E a homenagem foi brilhante, o roteiro gira em torno da expectativa da Turma do Penadinho (o fantasma que dá de dez no Gasparzinho) para a chegada do ídolo.

penadinho

primeira página da história.

Desta vez ponto para o roteirista, que dá a importância merecida aos personagens, Michael e o próprio Penadinho. Principalmente para uma geração que não teve muito contato com a obra do Rei do Pop.

Para conferir a historinha completa é só chegar no twitipic do Maurício.

Anúncios