Depois de usar o músico Herbert Vianna, líder da banda Paralamas do Sucesso, para estrelar o primeiro filme do atual conceito da marca, chegou a vez do rapper MV Bill.

A campanha é uma evolução do conceito lançado em 2008, que destaca o desejo de as pessoas quererem fazer parte do “clube” Nextel. Para isso os filmes mostram histórias de superação e sucesso de personalidades, clientes da marca.

Engraçado pensar em um artista do hip-hop para promover uma marca como a Nextel, que atende classes econômicas mais altas. Mas a importância de Bill como formador de opinião deve ter pesado bastante na escolha. Rappers que fugiram do crime e das comunidades carentes temos aos montes, mas um cara respeitado em todo o país, e até fora dele, não se acha fácil. Músico, escritor, cineasta e grande defensor dos direitos para as classes menos favorecidas; aí o porquê de fazer parte deste “clube”.

O filme tem um formato diferente do normalmente visto na publicidade, já que apresenta uma linguagem de documentário. Nele, Bill anda pela Cidade de Deus e faz um resumo de sua vida, convidando o telespectador para acessar o site www.naofoiparaoar.com.br, já que não se pode falar muito em 30 segundo. Nesse site então é possível ver os outros filmes da campanha, em que o Bill conta histórias de sua vida.

A alta identificação de MV Bill com a web motivou a criação da campanha que começa na TV e termina na Internet. Um estudo feito pela AgênciaClick revelou que há 102 mil citações sobre MV Bill em blogs (a título de comparação, Herbert Vianna tem 41 mil). MV Bill tem mais de 13 mil seguidores no Twitter e quase 3 mil vídeos postados no YouTube.  “Ele possui perfis em diversas redes sociais, como MySpace, Twitter, YouTube e Blogger, mantendo-os ativos e atualizados. O grande número de posts em blogs, seguidores de seu perfil e comunidades destinadas ao cantor denota que ele possui forte aceitação junto ao seu público nas redes sociais”, aponta o estudo.

Além dos filmes para TV, a comunicação é composta por spots de rádio, outdoors, conteúdo exclusivo para o site Nextel, promoções, materiais de ponto-de-venda e ações na Internet, incluindo redes sociais. Outra novidade diz respeito à criação de um filme exclusivo para cinema, que será exibido em salas de São Paulo e Rio de Janeiro e terá duração de 2 minutos.

Abaixo os outros vídeos da campanha:

Sábado agora, dia 10, na “boite” Clandestino, em Copacabana, rola o pré-lançamento do novo cd do rapper carioca MV Bill. O trabalho do Mensageiro da Verdade tem o nome de “Causa e Efeito”.

Pra quem tiver de bobeira no sábado a noite vale dar um confere lá. Junto rola a festa Fúria Hip-Hop, que agita a Lapa semanalmente.

Abaixo dois vídeos, um com a música que dá nome ao disco e outra que também está na tracklist:

MV Bill – Causa e Efeito

MV Bill e Kmilla – Estilo Vagabundo 2

cropped-header_b2b4

A Leopoldina vai ser um pedaço da África. Entre sexta-feira (28/08) e domingo (30/08) a estação de trem se transforma em palco do Festival Back2Black. O evento receberá atrações internacionais para celebrar o continente como pólo de discussões políticas e culturais.

A programação é bem variada e vão passar pelos painéis importantes nomes da literatura, cinema e música africana e brasileira. E foi exatamente a programação musical que, particularmente, despertou mais interesse.

Gilberto Gil, em show acústico, abre os trabalhos sexta-feira. No sábado vão rolar shows de Mv Bill e da Banda Black Rio, esta última homenageando Tim Maia, com participações de Ed Motta, Ice Blue e Mano Brown. Fechando a noite tem Sany Pitbull, faixa preta no MPC. Domingo o palco será do samba. Mart’nalia, Dona Ivone Lara e Luiz Melodia terão a companhia de Omara Portundo, sócia vitalícia do Buena Vista Social Club.

Confira os depoimentos de Mv Bill e Ed Motta sobre a expectativa para o Back2Black.

Para informações sobre preço, promoções e programação completa é só chegar no site e no twitter do Festival.

back2black.com.br
twitter.com/back2blackfest

Imperdível!

Boa noite – domingo

Julho 13, 2009

Resgatando a sessão, depois de uma semana de ausência, vamos de MV Bill (já que foi citado abaixo).

Música do seu primeiro cd, Traficando Informação. Desde seu primeiro cd Bill já fazia esse rap ácido, crítico e político.

Vale a pena ouvir a história.

MV Bill – Soldado do Morro

p.s.: desculpa pela qualidade da imagem

“Da CDD, Rio de Janeiro/soldado do morro, MV Bill meu parceiro”
(509-E – Uh Barato É Loko)

bill

MV Bill, o Mensageiro da Verdade, acaba de lançar seu primeiro DVD. Após 10 anos do lançamento de seu primeiro CD, Traficando Informação, Bill nos apresenta seu rap político, e exigente, mesclado com rock. Depois da produção “Falcão – Meninos do Tráfico”, o rapper vem com um DVD de show.

“Despacho Urbano” foi produzido pelo pessoal de vídeo da CUFA (Central Única das Favelas), com direção de Bruno Bastos. Bill uniu suas letras ao som da banda A Ralé, criando uma união entre o rock e o hip-hop. Além de Aerosmith e Run DMC, com “Rock This Way”, não me lembro de outro artista ou grupo de rap que tenha feito essa união entre os dois estilos. Pela prévia que vi na internet parece ter ficado bem legal. O som mais pesado do rock com as letras politizadas e “agressivas” de MV Bill caíram muito bem juntas.

Veja uma prévia abaixo, com o som “Falcão”:

Segundo o Twitter do próprio rapper, o DVD pode ser comprado por apenas R$ 5 na loja online CentralHH; acesso através desse link. Além do show com a banda, há também a videografia completa e imagens dos ensaios.

Além do DVD, Bill garante um novo CD e um livro sobre a Cidade de Deus. O CD, que será intitulado “Causa e efeito”, deve ser lançado ainda esse mês, com músicas feitas no final do ano passado e início desse ano. Ficamos no aguardo do CD e do livro, lembrando que seu último lançamento, junto com Celso Athayde (com quem escreveu “Cabeça de Porco”), “Mulheres do Tráfico” recebeu boas críticas.

Boa sorte Bill e mais sucesso com a música e todos os projetos por você realizados.

www.mvbill.com.br